Etiqueta: Luís Diferr

Vasco Granja – Uma Vida… 1000 imagens

vasco-granja-uma-vida-1000-imagens

capa de Rui Pimentel

Em 2003 as edições Asa – com coordenação de Jorge Magalhães e Maria José Pereira editam um livro de homenagem a um dos maiores entusiastas e divulgador da BD em terras lusas. Textos do próprio homenageado e de diversos outros especialistas testemunham a obra de Granja. Uma série de BD’s evocam o personagem.

 

Uma Revolução Desenhada – o 25 de Abril e a BD

Uma Revolução Desenhada - o 25 de Abril e a BD

Perdidos no Oceano

perdidos-no-oceano

Perdidos no Oceano / Perdus dans l’Océan / Lost in The Ocean17 autores Portugueses no Festival International de la Bande Dessinée d’ Angoulême 1998 – Filipe Abranches, Zé Abrantes, Victor Borges, Pedro Burgos, André Carrilho, Vasco Colombo, Diniz Conefrey, Ana Cortesão, José Carlos Fernandes, António Jorge Gonçalves, Luís Louro, Victor Mesquita, Fernando Relvas, Rui Ricardo, Nuno Saraiva; Zeu e Alberto Varanda e ainda os argumentistas Luís Differ, Paulo Moreiras, Júlio Pinto e Rui Zink. Coordenação João Paulo Cotrim com Carlos Pessoa e Júlio Moreira.

Catálogo com Textos de Fernando Calhau (Instituto de Arte Contemporânea), Carlos Pessoa, João Miguel Lameiras, João Paulo Cotrim, João Paulo Paiva Boléo, João Ramalho Santos, Júlio Moreira, Júlio Pinto, Paulo Moreiras, Pedro Cleto e Rui Zink. Edição: Bedeteca de Lisboa, Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora e Salão Internacional de Banda Desenhada do Porto. Apoio: Instituto de Arte Contemporânea, Câmara Municipal da Amadora, Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal do Porto, Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, Portugal Telecom e Edições Asa.

Entroncamento de BD’s

entroncamento-de-bds

Um álbum com diversos colaboradores a abordar o fenómeno dos fenómenos do Entroncamento. Na altura o maior deste era a existência de uma página de divulgação de BD no jornal local (Noticias do Entroncamento) a cargo de M.A.L.S. Que aqui assina um dos textos de apresentação da publicação. O outro texto é de Geraldes Lino.